Eleições 2010: Dilma: Eu fiz este governo

Jornal do Brasil

PORTO ALEGRE - As críticas tucanas que tentam tachar a pré-candidata à Presidência pelo PT, Dilma Rousseff, de inexperiente parecem estar incomodando a ex-ministra. Pelo segundo dia consecutivo ela voltou a rebater os ataques. Terça-feira, em visita ao Rio Grande do Sul, Dilma destacou que participou de cada programa do governo Lula, e foi além:

Eu fiz esse governo, eu participei dele 24 horas por dia, nos últimos sete anos e meio, e me afastei há um mês. Mas eu quero dizer que cada programa deste governo tem a minha participação afirmou a petista.

A resposta veio após a ex-ministra ser indagada sobre as declarações do pré-candidato à sucessão presidencial José Serra, do PSDB, de dar continuidade a programas do governo, como o Bolsa Família.

Não tenho que tratar essa questão. Quem tem de provar que isso é possível é o candidato, e não eu.

Mais cedo, em palestra no seminário Onde o Rio Grande Renasce, promovido pela revista Voto para discutir o desenvolvimento da região, Dilma voltou a defender as realizações do governo Lula e a sugerir que o PSDB estagnou o país. Aos presentes ao evento, a pré-candidata disse que caberá aos eleitores definir quem está mais identificado com os programas do governo Lula e quem está ligado a uma política de estagnação, desemprego e desigualdade .

O Polo Naval gaúcho foi um dos principais focos do discurso da petista, que enfatizou que o ressurgimento da indústria naval é uma aposta do governo Lula. Dilma chamou para si a responsabilidade pelos investimentos no setor e deu a entender que, se não for eleita, os avanços podem retroceder:

O caminho para o desenvolvimento da Metade Sul é sem volta, mas podem ocorrer acidentes de percurso. Depende de quem estará à frente do processo afirmou.

Apoio político

A visita de Dilma (a segunda em menos de um mês) acontece uma semana depois de seu principal adversário na sucessão presidencial ter visitado o estado. Entre a agenda de compromissos, que começou às 9h e terminou depois das 22h, Dilma recebeu manifesto de alianças assinado por cinco partidos, como PDT, PCdoB. O PMDB, que pode vir a ser o maior aliado nacional do PT, ficou de fora, já que histórico da sigla na região é favorável a Serra.

A agenda da pré-candidata também incluiu a participação em um ato de agradecimento realizado por sindicatos e movimentos populares, e entrevistas ao programa de TV Estúdio Pampa Pampa.