Justiça libera da Fundação Casa menina que raptou bebê em SP

Portal Terra

DA REDAÇÃO - A adolescente de 15 anos que raptou um recém-nascido de um hospital na zona Leste de São Paulo foi liberada pelo Tribunal de Justiça (TJ) após pedido de habeas corpus no sábado, informou neste domingo a Fundação Casa, antiga Febem, na qual a menina estava internada desde quinta-feira.

Segundo a Casa, a garota foi submetida a exames médicos e a acompanhamento psicológico durante o tempo em que permaneceu detida. Ela foi diagnosticada com má-formação uterina, o que, segundo a fundação, teria provocado um aborto e abalado o estado mental da adolescente.

Ela foi solta neste domingo e voltou para casa com a família, que foi orientada a encaminhar a menina à rede pública de saúde para tratamento psicológico, segundo a instituição.

Na terça-feira, a menina entrou no Hospital Maternidade Leonor Mendes Barros como paciente e se disfarçou de enfermeira para entrar na maternidade. Em seguida, ela pegou a criança no colo e levou para um quarto vazio, onde escondeu a recém-nascida em uma bolsa. O bebê ficou sob posse da adolescente por seis horas, quando os pais da jovem descobriram o sequestro e se dirigiram à Delegacia de Polícia.