Receita Federal apreende cocaína diluída em xampu no ES

Alex Cavalcanti, Portal Terra

VITÓRIA - Agentes da Alfândega e da Polícia Federal apreenderam uma carga de cocaína que estava diluída em xampus e cremes que seriam exportados para os Estados Unidos. O material foi localizado pelos cães farejadores da Receita Federal. Os produtos tinham como destino uma empresa de Chicago, que as autoridades desconfiam seja apenas uma fachada para o tráfico de drogas.

A fiscalização aconteceu nesta sexta-feira, depois que um auditor fiscal desconfiou da documentação de uma carga de produtos cosméticos. As 11 caixas, que totalizavam mais de 90 frascos de xampus e cremes, tinha valor total declarado de apenas US$ 80, embora o frete da mercadoria até os EUA tenham custado bem mais: US$ 400. Diante disso, o Centro Nacional de Cães de Faro (CNCF K9), que funciona no Espírito Santo, foi acionado e os animais indicaram a presença da droga.

A Polícia Federal foi acionada e os agentes constataram que a cocaína estava diluída nos cosméticos. A estimativa é que o processamento dos xampus e cremes permitira recuperar cerca de 5 kg de cocaína pura. Esta foi a primeira vez em que a autoridades encontram cocaína no Aeroporto de Vitória para ser enviada ao exterior. Os responsáveis pelos produtos e pela operação de exportação serão intimados pela Polícia Federal para prestar esclarecimentos.

Cães farejadores

O Centro Nacional de Cães de Faro (CNCF K9) da Receita Federal foi inaugurado em março, no Espírito Santo. Os cães estão sendo treinados em Vitória e, posteriormente, serão transferidos para unidades da Receita Federal em diversos pontos do País. O estado foi escolhido porque, desde 2005, o Nucleo de Repressão (NUREP-ES) desenvolve ações de operações de prevenção e repressão ao tráfico de entorpecentes com o apoio de cães farejadores.