Aposentados: para Vacarezza, base do governo errou

Jornal do Brasil

BRASÍLIA - O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), considerou que o voto favorável de deputados da base governista ao fim do fator previdenciário constituiu um erro político pontual .

Foi o excesso de cuidado eleitoral que orientou o debate, e não os dados técnicos afirmou Vaccarezza, referindo-se também ao apoio de grande parte da base ao aumento de 7,7% para os aposentados, e não de 7%, como seu relatório à MP 475 defendia.

Segundo o líder, em outra votação, a base impediu teses eleitorais ao rejeitar a vinculação dos reajustes do salário mínimo aos reajustes dos aposentados.

Se isso fosse aprovado, impediria o aumento real do salário mínimo e prejudicaria os aposentados, pois quebraria a Previdência.

Vaccarezza disse que Lula não adiantou se vetará ou não o projeto aprovado na Câmara.

Se o Senado não corrigir, acho difícil haver outro caminho completou o líder do governo.

Vacarezza também ressaltou que não haverá retaliações a aliados que votaram pelos 7,7%. Indagado sobre o apoio da oposição para derrubar o fator previdenciário apesar de a medida ter sido implantada pelo governo anterior, do PSDB Vaccarezza disse:

A oposição não está lutando para derrubar o fator, a oposição quer atrapalhar o governo. Quem já foi governo não pode fazer isso. O PT já cometeu erros, quando era oposição, que não irá mais cometer.