Soldado alagoano morre em treinamento no interior do MT

Juliana Michaela, Portal Terra

CUIABÁ - O Policial Militar de Alagoas Albinoão Soares Oliveira morreu hoje (24) após treinamento de resgate e salvamento aquático do 4º Curso de Tripulante Operacional Multimissão, em um clube de golfe, próximo do Lago do Manso, em Chapada dos Guimarães (MT). Outros dois policiais militares e uma bombeira também passarem mal. O corpo de Oliveira deve ser transferido ainda hoje para o Alagoas numa aeronave da Polícia Federal.

Oliveira e os bombeiros receberam os primeiros socorros e foram encaminhados pelo Corpo de Bombeiros ao Pronto Socorro Municipal de Cuiabá. O soldado não resistiu e faleceu no hospital. Os demais militares estão em observação e fora de perigo no Pronto Socorro.

Segundo o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Diógenes Curado Filho, o curso foi suspenso e todas as medidas administrativas já foram tomadas. A Sejusp designou a delegada Ana Cristina Feldmann e o tenente-coronel PM Jadir da Costa Metello como responsáveis pelos inquéritos policiais civil e militar, respectivamente, que vão investigar as causas do acidente envolvendo três policiais militares e uma bombeira militar.

"O curso estava sendo ministrado por profissionais capacitados, e o local onde acontecia o treinamento aquático tinha todo aparato médico, ambulância do Samu, equipe do Corpo de Bombeiros, além do suporte do helicóptero do Ciopaer", explicou Curado.

O comandante geral da Polícia Militar do Estado, coronel Osmar Lino Farias, destacou que o curso é de sobrecarga, de resistência a fadiga e que exige muito dos alunos. "Não é um curso qualquer. Os que realizam a capacitação passam por rigorosos testes de seleção antes de iniciá-lo", disse o coronel. "O que aconteceu foi uma fatalidade que será apurada por meio das investigações", completou.

Participavam do 4º Curso de Tripulante Operacional Multimissão 25 policiais militares, civis e bombeiros de nove estados da federação. A carga horária do curso é de 540 horas/aula com duração de dois meses e meio.

O objetivo do curso é capacitar os profissionais da segurança pública para atuarem em aeronaves no atendimento de ocorrências policiais, de resgate, busca e salvamento, combate a incêndio, entre outras.