Lula promete trabalhar por Mercadante em SP

Portal Terra

SÃO PAULO - O lançamento da pré-candidatura do senador Aloizio Mercadante ao governo de São Paulo e, de Marta Suplicy, ao Senado, não contou com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele enviou uma carta aos dois, lida pelo líder do PT na Câmara, Cândido Vacarezza. Na mensagem, Lula afirmou que será militante da campanha dos dois, "que já começa vitoriosa".

A indicação de Aloizio Mercadante a concorrer pela chapa petista foi um pedido pessoal do presidente Lula ao senador. Aloizio tinha a intenção de disputar um segundo mandato no Senado. Na carta, Lula disse que não pôde comparecer, mas não justificou a sua ausência. Em seu discurso, Mercadante fez críticas ao governo do PSDB que está há quatro mandatos no poder em São Paulo.

Os principais pontos abordados pelo petista foram em relação à segurança pública, à educação e ao transporte, temas que deverão ser o mote de sua campanha.

Mercadante lembrou sua carreira política desde a criação do PT nos anos 80 e disse que nesses mais de 30 anos fez tudo o que podia pelo Brasil. "Eu tenho orgulho do que fiz. O Brasil hoje é um país melhor do que era há oito anos. Podemos fazer isso também por São Paulo".

Antes da fala de Mercadante, a ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, afirmou que São Paulo nunca teve a chance que tem hoje para eleger o governo petista. "O PT mostrou competência no governo da República e podemos trazer essa experiência para São Paulo. A eleição vai ser vencida aqui. O PT tem compromisso com a população paulista".