Dilma ataca 27 anos de gestão tucana em São Paulo

Portal Terra

SÃO PAULO - No lançamento da pré-candidatura do petista Aloizio Mercadante ao governo de São Paulo, a presidenciável Dilma Rousseff atacou os 27 anos de gestão tucana no estado e criticou "a continuidade da pobreza e desigualdade social". Sem a presença do presidente Lula, Dilma disse que o mesmo grupo político governa o Estado desde 1983. "Quem tem 30 anos, não conhece outra experiência de governo. O que esse governo fez para o futuro?", perguntou Dilma à militância presente no evento.

Citando o Rodoanel, a pré-candidata à presidência voltou a se vincular a obras do governo de José Serra. "Foram aplicados R$ 1,12 bilhão. Esse dinheiro saiu do governo federal", afirmou. A pré-candidata também citou a expansão do Metrô e obras de saneamento nas favelas de Heliópolis e Paraisópolis.

Nos bastidores do palco montado para o encontro, no centro de São Paulo, estavam os ex-ministros Antonio Palocci e José Dirceu, que articulam a campanha eleitoral da petista. Em sua apresentação no evento, Dilma foi chamada de "presidenta" e saudada com um jingle com teor eleitoral. Em um dos trechos, a música faz referência à ligação de Dilma a Lula ("pra seguir em frente eu faço feito Lula, eu tô com ela. (...) Tem o jeito dele, mas é diferente, porque é mulher").