Direção do PSB ignora críticas de Ciro Gomes ao partido

Portal Terra

BRASÍLIA - Apesar do PSB já ter decidido que o deputado federal Ciro Gomes não será candidato à Presidência, a decisão oficial será anunciada somente na próxima terça-feira, durante reunião da executiva do partido. Nesta sexta-feira, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, se reuniu com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para tratar da retirada da candidatura de Ciro.

Apesar de relutar em reconhecer publicamente a posição do partido, Campos sinalizou que o PSB fará parte da aliança que apoia a candidatura de Dilma Rousseff à Presidência. Segundo ele, o partido seguirá o que a maioria decidir. Hoje, a maioria dos diretórios estaduais do PSB é contrária à candidatura de Ciro Gomes.

Ciro Gomes, já ciente da posição do partido contrária à sua candidatura, fez uma série de críticas ao PSB e ao presidente Lula. Ciro disse ainda que o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, teria melhores condições para enfrentar uma eventual crise econômica do que Dilma Rousseff, candidata do PT.

Campos não quis comentar as declarações de Ciro Gomes. "Prefiro não comentar essas declarações. Isso não leva a nada", afirmou.