Estudantes deixam prédio da Câmara Legislativa no DF

Luciana Bufáiçal Cobucci, Portal Terra

BRASÍLIA - Os cerca de 60 manifestantes que ocupavam a nova sede da Câmara Legislativa do Distrito Federal desde a última quarta-feira tiveram que deixar o local na noite desta quinta-feira, por volta das 20h40, em cumprimento a um mandado de reintegração de posse expedido nesta tarde pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios.

O juiz Marco Antonio da Silva Lemos, da 3ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Distrito Federal determinou que policiais fiquem no prédio até a transferência da Câmara Legislativa para este novo endereço, o que está previsto para o dia 6 de junho.

O fornecimento de energia elétrica do edifício, que havia sido cortado, foi restabelecido momentos antes de a polícia chegar ao local com o mandado. Um representante da corporação e outro dos manifestantes fizeram uma vistoria no térreo e no segundo andar no prédio (sem encontrar nada danificado), antes da desocupação.

Os manifestantes deixaram o prédio, mas não interromperam o protesto pela saída do novo governador do Distrito Federal, Rogério Rosso. O grupo caminhou pelo Eixo Monumental, acompanhado por cerca de 100 policiais.