Dilma diz que não irá brigar com os institutos de pesquisa

Portal Terra

BRASÍLIA - A pré-candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta quarta-feira, em São Paulo, que não irá brigar com os institutos de pesquisa, apesar de aparecer em desvantagem em relação ao pré-candidato do PSDB, José Serra, nos últimos levantamentos. Dilma foi entrevistada pelo apresentador do Brasil Urgente, José Luiz Datena, na sede da Band, em São Paulo.

Nesta quarta-feira, o Ibope divulgou que Serra tem 36% das intenções de voto para a presidêncida da República contra 29% de Dilma. "Estou saindo lá de baixo e estou chegando aqui. É um sinal do momento. Os ventos mudam... Eu acredito que a pesquisa é um ponto, uma referência, mas não serve para dizer como vão ser as coisas daqui para a frente. Eu não vou brigar com o instituto. Vou respeitar o instituto. Não pode desconsiderar, mas não é a última palavra sobre o momento", disse.

Nesta semana, o PSDB a teve acesso aos formulários da pesquisa divulgada pelo instituto Sensus, de Belo Horizonte, no último dia 13 de abril, que apontou empate técnico entre os dois candidatos. O partido justifica o pedido com a justificativa de que pode ter havido fraude no levantamento.