Serra e Aécio trocam elogios e passam um dia juntos em BH e no Rio

Jornal do Brasil

RIO - O pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, esteve segunda-feira em Minas Gerais, onde foi recebido pelo ex-governador Aécio Neves em clima de amizade e cooperação. Na ocasião, Serra disse que defenderá o fim da reeleição no Brasil, dando a entender que, se for eleito, abrirá espaço para uma possível candidatura de Aécio em 2014. O governador mineiro já afirmou que, nas eleições deste ano, deve se candidatar ao Senado, e não à vice-presidência, como queriam muitos apoiadores tucanos. Para o cargo, já se especula o nome de Itamar Franco, fato que Serra nega-se a comentar. Após o evento em Minas, Serra e Aécio vieram ao Rio, onde participaram da inauguração de uma exposição em homenagem a Tancredo Neves.

Durante o evento mineiro, Aécio foi o mestre de cerimônias de Serra diante de um auditório lotado de empresários no anfiteatro da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). O ex-governador fez questão de citar o slogan que Serra passou a adotar desde o lançamento da sua pré-campanha: "O Brasil pode mais".

Minas vive um extraordinário momento de crescimento. disse Aécio. Vejo sinceramente que podemos continuar, como você (Serra) tem dito, avançando mais.

Em entrevista, Serra elogiou a gestão de Aécio à frente do governo mineiro nos últimos sete anos. Ao ser questionado, o pré-candidato tucano confirmou ser a favor do fim da reeleição. Sobre Aécio, Serra evitou entrar na polêmica sobre quem seria seu candidato a vice, dizendo que isso será tratado no final de maio e começo de junho , e recusou-se a responder se Itamar Franco seria um bom nome para o posto.

Aécio está nos ajudando. É um grande parceiro aqui em Minas Gerais e um grande parceiro no Brasil. Somos amigos, além de companheiros da vida política disse Serra.

Aécio, por sua vez, disse que desde que (Serra) lançou sua candidatura, ela não é mais sua. Ela é a nossa . O mineiro, porém, discordou da tese contrária à reeleição.

Rio

No Rio, onde participaram do lançamento da mostra Centenário de Tancredo Neves, no Museu Histórico Nacional onde também foram lançadas duas publicações organizadas pelo colunista do Jornal do Brasil, Mauro Santayana, sobre o ex-presidente Serra e Aécio evitaram falar sobre eleições. Mas novamente questionado sobre as chances de Aécio ser seu vice, considerando a proximidade entre os dois nas últimas semanas, Serra disparou:

Nós sempre fomos próximos, mas acho até que ele deixou a barba crescer para não correr risco de (ganhar) outro beijo disse em referência à bitoca que espocou no rosto de Aécio durante o lançamento de sua pré-candidatura, em São paulo, no último dia 10.

Aécio devolveu:

Com mais um beijo daquele, eu me apaixono de vez.

Serra e Aécio se retiraram do evento pouco antes da chegada do governador do Rio, Sérgio Cabral.