Deslizamento mata ao menos 2 pessoas em Niterói

Portal Terra

RIO - Um novo deslizamento em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, pode aumentar o número de mortos pela chuva no Estado Rio de Janeiro, que já chegou a 145, segundo o Corpo e Bombeiros. O desabamento ocorreu no bairro de Cubando, por volta das 20h50 e cerca de 40 casas teriam sido atingidas. Cerca de 60 pessoas estariam sob os escombros no local, que é de difícil acesso. Três pessoas já foram resgatadas do local. Duas mulheres sem vida e um senhor de cerca de 60 anos foi levado para o hospital.

Ao menos cinco quartéis foram deslocados para o local e mais de cem pessoas estão trabalhando no local. Pelo menos 15 feridos já foram retirados. Eles estão sendo levados para o Hospital Universitário Antônio Pedro.

De acordo com a dados oficiais, 79 pessoas já morreram na cidade, sem contar com as duas últimas vítimas encontradas no Cubando. De acordo com as equipes de emergência, a situação é crítica no local. As buscas devem continuar no decorrer da noite e madrugada.

O delizamento ocorreu no Morro do Bumba, em Viçoso Jardim, na zona norte da cidade. Dezenas de pessoas estariam sob os escombros no local que é difícil acesso.

O morro fica próximo à garagem da Viação Santo Antônio, no fim da Alameda São Boaventura. Foram acionados os bombeiros dos quartéis de Niterói, Itaboraí, Itaipu e São Gonçalo.

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria estadual de Saúde, o secretário Sérgio Côrtes está a caminho.

Estragos e mortes

A chuva que castigou o Rio de Janeiro entre os dias 5 e 6 de abril deixou pelo menos 138 mortos, mais de 135 feridos, alagou ruas, causou deslizamentos e destruição no Estado. O Serviço de Meteorologia do Rio registrou no período o maior índice pluviométrico da cidade desde que começou a medição, há mais de 40 anos: 288 mm.