Juiz condena comerciante e 2 PMs por morte de jornalista

Portal Terra

SÃO PAULO - O juiz Cassiano Ricardo Zorzi Rocha declarou culpados pelo assassinato de Luiz Carlos Barbon Filho, três dos quatro suspeitos de envolvimento com a morte do jornalista. Os militares Paulo César Ronceiro e Adélcio Carlos Avelino e o comerciante Carlos Alberto da Cosa foram condenados a 16 anos de prisão na madrugada deste sábado, pelo crime de homicídio doloso por motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. Valnei Bertoni, suposto autor dos disparos de espingarda, conseguiu uma liminar para adiar seu júri.

A vítima foi assassinada em maio de 2007 com dois tiros no centro de Porto Ferreira, a 228 km de São Paulo. Barbon Filho tinha 37 anos na época do crime e, em 2003, havia denunciado um esquema de aliciamento de menores de idade na cidade, que envolveria vereadores, empresários e militares.