Caso Isabella: depoimento de delegada dura cerca de 4 horas

Portal Terra

DA REDAÇÃO - O depoimento da delegada Renata Pontes no julgamento de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá durou cerca de quatro horas, das 10h05 às 14h10 desta terça-feira. A delegada do 9º Distrito Policial (Carandiru) é testemunha tanto da defesa como da acusação e presidiu o inquérito policial na época da morte da menina Isabella Nardoni em 2008.

Diante do juiz Maurício Fossen, Renata Pontes descartou a presença de um terceiro suspeito na cena do crime e disse ter 100% de certeza da culpa do casal Nardoni. Os dois sempre negaram as acusações e alegam que o crime foi cometido por uma terceira pessoa que invadiu o apartamento.

O caso

O julgamento de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá começou em 22 de março e deve durar cinco dias. O júri popular ouve 16 testemunhas , sendo 11 arroladas pela defesa, três compartilhadas entre advogados do casal e acusação e duas do Ministério Público. Seis foram dispensadas pela defesa ainda no primeiro dia e uma, pela acusação.

Isabella tinha 5 anos quando foi encontrada ferida no jardim do prédio onde moravam o pai e a madrasta, na zona norte de São Paulo, em 29 de março de 2008. Segundo a polícia, ela foi agredida, asfixiada, jogada do sexto andar do edifício e morreu após socorro médico. O pai e a madrasta foram os únicos indiciados.