OAB-RJ: o que se espera de um padre é conforto espiritual

JB Online

RIO - ''Pedofilia é repugnante por parte de qualquer cidadão e se torna mais chocante ainda quando é praticada por membros da igreja. O que se espera de um padre, de um religioso, é conforto espiritual e não uma agressão sexual''. A afirmação foi feita nesta segunda-feira pelo presidente da OAB do Rio de Janeiro (OAB-RJ), Wadih Damous, ao comentar a declaração do papa Bento XVI de que os padres pedófilos devem responder junto aos tribunais por suas ações.

- Concordo em gênero, número e grau com o papa. Os que fazem opção pela pedofilia acabam se rebaixando ao pior da condição humana e, como disse ele, têm que responder criminalmente nos tribunais como qualquer cidadão - concluiu Damous.