SP: OAB vai acompanhar a apuração de irregularidade em exame

Portal Terra

SÃO PAULO - Diante da suspeita de irregularidade na aplicação da prova de Direito Penal da segunda fase do Exame de Ordem Unificado (2009.3), no último domingo, na cidade de Osasco, a OAB SP informou nesta quarta-feira que irá auxiliar o Conselho Federal e acompanhará a sindicância interna que será aberta pelo Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasilia (Cespe/UnB), que imprime os cadernos de prova e faz a logística da distribuição e aplicação das provas em todo o país.

O Conselho Federal também decidiu suspender a correção e divulgação dos resultados dessa segunda fase do Exame, até o próximo domingo, quando será realizada reunião do Colégio de Presidentes de Seccionais da OAB.

Ao todo se escreveram 23.208 bacharéis em Direito em São Paulo, que fizeram a primeira fase no dia 17 de janeiro, sendo aprovados 4.779 candidatos para a segunda fase.

A prova prático-profissional, que inclui redação de peça jurídica e de cinco questões práticas , além de Direito Penal, também inclui provas nas áreas de Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito do Trabalho, Direito Empresarial e Direito Tributário.