Quadrilha liberta quatro reféns após assalto a banco em MT

Portal Terra

CUIABÁ - Quatro pessoas que foram feitas reféns no assalto a uma agência do Banco do Brasil em Aripuanã, no norte de Mato Grosso, foram liberadas, na manhã desta quarta-feira, próximo à ponte do Rio Branco, na estrada que dá acesso ao distrito de Conselvan. As informações são do Só Notícias.

As vítimas encontradas não apresentavam ferimentos. A polícia busca confirmar a informação de que os assaltantes estariam com mais quatro reféns.

A quadrilha de assaltantes seria formada por dez integrantes. Eles ficaram cerca de 15 minutos no banco. Assim que chegaram, fizeram aproximadamente 50 disparos para o alto do lado de fora da agência. Os disparos aterrorizaram os clientes, que viraram escudos humanos, sendo aglomerados em frente ao prédio. Durante a ação, o bando se dividiu. Uns vigiavam os reféns enquanto outros entraram para roubar o dinheiro.

Os bandidos estavam armados com metralhadoras e pistolas e usavam tocas. Os policiais militares e investigadores da Polícia Civil fizeram cerco ao banco, mas não puderam agir porque muitas pessoas poderiam ser feridas.

Assim que deixaram a agência, os bandidos dominaram um empresário que passava pelo local com uma caminhonete. O homem foi tomado como refém e seu veículo usado na fuga. A polícia não confirmou se a caminhonete do empresário é o veículo encontrado incendiado perto da ponte do Rio Branco. O incêndio teria o objetivo de retardar a aproximação dos policiais que participam da perseguição.

Um avião esperava a quadrilha na pista de Aripuanã. Com a aproximação da polícia, a aeronave decolou e os bandidos ficaram para trás, fugindo em carros com os reféns.

Policiais de Juína (MT) faziam barreiras nesta manhã em algumas estradas estaduais para tentar prender o grupo. Não foi informado o valor roubado da agência, segundo a TV Juína.