Relatório dos EUA sobre corrupção cita Arruda e Sarney

Portal Terra

SÃO PAULO - Um relatório do Departamento de Estado dos Estados Unidos afirma que a corrupção no Brasil é 'preocupante' e que 'escândalos políticos domésticos' não param no país. Entre os casos citados pelo documento, estão as acusações de corrupção contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e do governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM). Arruda está preso suspeito de interferir na investigação do mensalão do DEM - suposto esquema de pagamento de propina a parlamentares do DF. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com a reportagem, o documento - que se refere a 2009 - afirma que "processos por crimes de corrupção no governo continuam lentos e poucas condenações na esfera administrativa foram registradas em 2009". Segundo o jornal, o governo americano afirma ainda que o Brasil é um dos maiores destinos de lavagem de dinheiro, junto com França, Alemanha e Canadá, e que a região da Tríplice Fronteira é fonte de financiamento para terroristas. A Polícia Federal afirmou à reportagem que não poderia comentar o relatório sem antes ler o conteúdo e o que diz a respeito do Brasil.