Laudo sobre compra de caças deve sair em 20 dias, diz Jobim

Claudia Andrade, Portal Terra

BRASÍLIA - O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou nesta terça-feira que vai se posicionar a respeito de qual proposta é a melhor para o Brasil na escolha do novo caça para renovar a frota nacional. Estão na disputa o Rafale, da francesa Dassault, o F-18, da americana Boeing, e o Gripen, da sueca Saab. Ele afirmou que deve apresentar a proposta de compra dos caças ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 20 dias.

"O ministério da Defesa vai ter uma posição sobre o assunto. Muitos sugeriram a mim que transferisse (a decisão) para o presidente. Mas é ônus do ministro da Defesa ter uma posição sobre o assunto", disse Jobim.

O ministro disse que pediu um estudo relativo a custos à comissão da Aeronáutica que está responsável pela análise das propostas. O estudo deve ficar pronto em até 10 dias, na previsão do ministro. Este estudo deve ser analisado junto com o relatório técnico e dará origem à exposição de motivos que Jobim pretende apresentar a Lula.

O Conselho de Defesa Nacional, órgão consultivo do qual fazem parte os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, também dará uma opinião final sobre as propostas ao presidente Lula.

Questionado se a escolha do avião ficaria para o novo governo, o ministro disse que "não necessariamente". "Precisamos decidir, porque a frota começa a entrar em obsolescência em 2014. E o poder dissuasório do país é absolutamente necessário."