Violação de toque de recolher prende 55 pessoas no Chile

Renata Giraldi, Agência Brasil

BRASÍLIA - O subsecretário do Interior do Chile, Patrick Rosende, confirmou que 55 pessoas foram detidas na cidade de Concepción acusadas de violar o toque de recolher ordenado pelo governo federal. A presidente chilena, Michelle Bachelet, decretou no domingo a ordem como medida de segurança, pois após o terremoto do último sábado houve uma série de saques e de episódios de violência nas áreas atingidas.

Porém, o subsecretário disse que as detenções são uma exceção, porque em geral os chilenos estão contribuindo para a reconstrução e organização do país. As pessoas que trabalham em Concepción têm respeitado o toque de recolher. Houve alguns focos de desordem, mas muito pequenos , disse.

Desde o terremoto, que atingiu 8,8 graus na escala Richter, foram registrados vários saques em todo o país, principalmente nas 30 regiões mais atingidas. O secretário afirmou que, no entanto, a primeira noite após a ordem de toque de recolher foi tranquila. No geral foi uma noite bastante calma.

O subsecretário disse que está trabalhando com o apoio das autoridades municipais e das agências para fornecer a assistência necessária à população afetada. Segundo ele, a distribuição de água potável e alimentos é a tarefa mais complexa devido à destruição das áreas atingidas e, portanto, mais necessitadas.

Segundo Rosende, nesta segunda-feira chegarão caminhões tanques para a distribuição de água e mais equipes de bombeiros e agentes de saúde. De acordo com ele, também serão repassadas ainda nesta segunda-feira toneladas de alimentos.