MG: mulher de maníaco rejeita carta de amor do marido

Portal Terra

BELO HORIZONTE - A vendedora Rose Paula Teixeira Câmara, 28 anos, mulher do homem suspeito de estrangular e matar cinco mulheres na região metropolitana de Belo Horizonte, não quis receber uma carta escrita pelo marido, o pintor Marcos Antunes Trigueiro, 32 anos. Nesta segunda-feira pela manhã o advogado do casal, Rodrigo Bizzotto Randazzo, levou o envelope com a carta até a Penitenciária Feminina Estêvão Pinto, onde Rose está presa.

- É uma carta que tinha cinco linhas com uma declaração de amor aos filhos e a ela. Mas a Rose não quis receber, preferiu nem abrir. Ela está muito magoada e abalada com o que vem acontecendo - disse Bizzotto.

No início da tarde o promotor de Justiça Francisco de Assis Santiago, do 1º Tribunal do Júri, vai analisar o pedido de soltura da mulher de Trigueiro, que foi presa por estar com o telefone celular de uma das vítimas que havia sido roubado pelo marido após um dos assassinatos.

"Tudo indica que ela não sabia dos crimes cometidos pelo marido. O meu parecer é rápido. Em seguida o juiz (Nelson Missias de Morais) vai analisar se vai conceder a liberdade a ela," disse Santiago.

O pedido de relaxamento da prisão temporária é parte de um acordo entre a polícia e o advogado Rodrigo Bizzotto para que Marcos Antunes Trigueiro confessasse os crimes em depoimento.