SP: sem habilitação, jovem que arrastou menina se apresenta

Rose Mary de Souza, Portal Terra

CAMPINAS - A dona de casa Daiane Rafaelle Rocha da Silva, 18 anos, se apresentou à polícia de Campinas, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira e afirmou que mesmo não sendo habilitada conduzia o veículo que atingiu uma estudante de 13 anos que saía da escola na terça-feira, no bairro DIC 1.

» SP: menina é atropelada e arrastada por 20 m; estado é grave

Segundo testemunhas, o veículo, que estava em grande velocidade, atropelou a garota, que foi arrastada por 20 m. Daiane não prestou socorro e deixou o local. A estudante foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ela está com traumatismo craniano e continua internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Estadual Doutor Leandro Franceschini, em Sumaré.

A policia chegou até a mulher a partir da anotação das placas do carro, um modelo fabricado nos anos 1980, cuja documentação está vencida e em nome de ex-proprietários.

"Ela teve receio em prestar socorro. Havia moradores, muitas pessoas próximas e ela ficou com medo", disse o advogado Carlos Roberto Rocha, que acompanhou o depoimento e representa a dona de casa no inquérito. Ele acrescentou que a jovem levava no carro o filho de 1 ano e 8 meses e que seguiria até uma farmácia para comprar medicamentos.

Daiane foi ouvida e liberada e o carro foi apreendido. Ela vai responder em liberdade por lesão corporal, crime de trânsito e omissão de socorro, segundo o delegado Cassio Vita Biazoli, do 9º Distrito Policial.

"A versão dela é de um acidente de trânsito onde ela perdeu o controle do veículo e colidiu contra a vítima. Ela fez a curva e não percebeu a vítima atravessando", disse o delegado.