MPF investigará trote violento em universidade de Barretos

Portal Terra

BARRETOS - O Ministério Público Federal em Ribeirão Preto vai apurar a responsabilidade do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (Unifeb), a 420 km da capital paulista, na agressão sofrida por alunos no dia 22 de fevereiro, quando estudantes foram queimados por um líquido jogado por veteranos, segundo informou o órgão nesta sexta-feira.

O órgão enviou um ofício à Unifeb nessa quinta-feira perguntando quais medidas foram adotadas pela instituição para identificar os autores do trote, se foi prestada assistência aos alunos atingidos e o que está sendo feito para evitar novos incidentes.

A procuradora da República responsável pelo procedimento, Ana Cristina Tahan de Campos Netto de Souza, também entrou em contato com a Delegacia Seccional de Barretos para saber se foi instaurado um procedimento de investigação e pediu cópias dos procedimentos e documentos que a delegacia tem sobre o caso.