Deputado do dinheiro na meia pede desculpas aos eleitores

Portal Terra

BRASÍLIA - Acusado de participar de um esquema de corrupção no Distrito Federal, o deputado distrital Leonardo Prudente (sem partido, ex-DEM) está enviando 10 mil cartas a seus eleitores com um pedido de desculpas por aparecer em imagens da Operação Caixa de Pandora guardando dinheiro nas meias.

As cartas são enviadas por mala-direta, com o endereço do gabinete de Prudente e o carimbo da Câmara. No texto, ele usa estratégia semelhante à do governador licenciado, José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM), que é a de pedir desculpas aos eleitores pelas denúncias. - Espero que você e sua família possam estar desvencilhados de pré-julgamentos e que avaliem com serenidade o julgamento que a mídia fez a meu respeito - pede ele na carta.

Em outro trecho, Prudente afirma que em 2010 quer trabalhar para "refutar os fatos inerentes". E diz que o vídeo do dinheiro foi filmado em 2006, e o da oração, em 2009. - São versões maldosamente apresentadas para confundir o telespectador e gerar comoção - diz o comunicado.

Leia a íntegra da carta de Leonardo Prudente:

Carta aberta aos amigos de Brasília

Prezado(a) Sr (a).,

Tomo a liberdade de lhe mandar essa carta em razão do momento político grave que estamos vivendo. O seu nome faz parte de um rol de amigos que acompanham direta ou indiretamente o nosso mandato, e certamente estão perplexos com os últimos acontecimentos políticos em nossa Capital e, em especial os que envolvem a minha pessoa.

Tenho estado em silêncio esses dias, aguardando o momento certo para apresentar minha defesa, mas quero dizer-lhe que esses têm sido dias de muita dor e sofrimento, não só para Brasília, mas também para mim, minha família e todo o nosso gabinete.

A repetição da imagem onde aparece recebendo recursos de campanha não contabilizados em setembro de 2006, como se fossem atuais, devo admitir, são muito fortes. Mais forte ainda a versão dada à minha participação em oração feita pelo deputado Brunelli, ocorrida em setembro de 2009 e que não tem qualquer vinculação de causa e efeito com as imagens de 2006.

As versões foram maldosamente apresentadas para confundir o telespectador, gerar comoção, indignação e liquidar meu mandato, minha honra e meu futuro político.

Não quero aqui menosprezar os fatos nem tampouco desqualificar as imagens. Quero apenas colocar as coisas no seu devido tempo e lugar. Já admiti publicamente e reafirmo que errei, e estou pagando um preço muito alto, mas tenho certeza que as investigações irão revelar a verdade dos fatos e que o processo legal e a justiça serão novamente reestabelecidos.

Espero que você e sua família possam estar desvencilhados de prejulgamentos e avaliem com serenidade o julgamento que setores da mídia já fizeram a meu respeito.

Não serei candidato a nenhum cargo eletivo em 2010, apenas desejo refutar os fatos inerentes a minha pessoa, colocando-os na forma verdadeira como eles ocorreram.

Oportunamente, peço minhas sinceras desculpas, pelo constrangimento que toda essa situação provocou. Espero mantê-lo informado dos próximos acontecimentos.

Atenciosamente,

Leonardo Prudente

Deputado Distrital