Magela lança pré-candidatura ao governo do Distrito Federal pelo PT

Iolando Lourenço, Agência Brasil

BRASILIA - A crise no governo do Distrito Federal (DF) levou o deputado federal Geraldo Magela (PT) a se lançar nesta segunda-feira como pré-candidato do partido à sucessão de José Roberto Arruda (sem partido), que se licenciou do cargo e está preso desde o dia 11 na Superintendência da Polícia Federal em Brasília. O vice-governador Paulo Octávio exerce interinamente o cargo

Magela, que já havia lançado seu nome para disputar uma vaga no Senado, foi derrotado, em 2002, pelo então governador Joaquim Roriz na disputa pelo governo do DF. Em 2006, Magela abriu mão da candidatura em favor de petista Arlete Sampaio.

Segundo o parlamentar, o principal motivo de sua mudança de posição foi a crise política no Distrito Federal. Também fui instado por militantes e representantes de segmentos sociais e empresariais, entidades da sociedade civil e dirigentes de outros partidos a recolocar meu nome na prévia interna do PT , disse Magela.

Ele informou que a prévia do PT, na qual será escolhido o candidato do partido ao governo do Distrito Federal, está prevista para o dia 21 de março. Poderão participar da prévia os 30 mil filiados ao partido no DF.

Magela deverá disputar as prévias com o ex-ministro do Esportes Agnelo Queiroz que se filou ao PT com a promessa de que seria o candidato do partido ao governo do DF em 2010. O deputado disse que, como a candidatura de Agnelo está sendo trabalhada há mais de um ano, ele (Magela) terá de trabalhar mais para vencer a disputa.