Kassab volta a afirmar que cassação é questão técnica

Portal Terra

SÃO PAULO - Procurando demonstrar tranquilidade, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM) e sua vice-prefeita, Alda Marco Antônio (PMDB), fizeram uma aparição pública na manhã desta segunda-feira, na inauguração de um Centro de Referência de Assistência Social na Vila Formosa, Zona Leste.

Os dois tiveram os mandatos cassados por doações consideradas ilegais durante a campanha eleitoral de 2008. Segundo o prefeito, a questão das doações está sendo discutida de forma "técnica" na Justiça e não há "validade moral". "São questões técnicas e jurídicas, e não morais", disse o prefeito.

A decisão da cassação foi tomada pelo juiz da 1ª Zona Eleitoral, Aloísio Sérgio Resende Silveira. A partir da publicação da sentença, começa a contar o prazo de três dias para o recurso dos acusados no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Em nota, os advogados de defesa do prefeito de São Paulo afirmam que o motivo alegado para a suposta cassação do mandato do político já foi derrotado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por várias vezes desde 2006 e, segundo a defesa, deveria ser acatada pelas instâncias inferiores. A defesa afirmou que recorrerá da decisão judicial tão logo seja publicada a sentença.