Porto Alegre espera receber 30 mil para o Fórum Social Mundial

Agência Brasil

PORTO ALEGRE - Acostumada com a agitação do Fórum Social Mundial, Porto Alegre, que recebeu quatro edições do evento inclusive a primeira , se prepara para os 10 anos do megaevento, de 25 a 29 de janeiro. Ao contrário dos anos anteriores 2001, 2002, 2003 e 2005 dessa vez a capital gaúcha vai dividir as atenções com outras 27 atividades programadas no Brasil e no mundo para o FSM em 2010.

A expectativa é que 30 mil pessoas participem do evento, número bem menor que os 130 mil registrados na edição de Belém, em 2009.

Em Porto Alegre, as atenções estarão voltadas para o balanço dos 10 anos da proposta de outro mundo possível . De acordo com a organização, mais de 70 intelectuais, entre eles os idealizadores do fórum, estarão na cidade para debater os rumos da proposta altermundista durante o seminário internacional 10 Anos Depois: Desafios e propostas para um outro mundo possível .

A prefeitura liberou R$ 2 milhões para infraestrutura, organização e divulgação do evento. Na segunda-feira (25), o governo local vai assinar um convênio com o FSM para a criação do Memorial do Fórum Social.

Além da capital, cinco cidades da região metropolitana de Porto Alegre vão receber as mais de 500 atividades programadas para o encontro: Canoas, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Sapiranga e Gravataí. Algumas linhas de transporte urbano serão reforçadas para atender os participantes.

Além das inúmeras discussões teóricas sobre os rumos da economia e política mundiais, a programação inclui oficinas, exposições, shows e uma feira de economia solidária.

Durante o evento, a prefeitura de Porto Alegre pretende organizar a arrecadação de donativos para as vítimas do terremoto no Haiti.