Após enchentes, prefeitura de Capivari pede doações de leite

Portal Terra

SÃO PAULO - A prefeitura de Capivari, a cerca de 130 km de São Paulo, informou nesta sexta-feira que a maior necessidade das famílias atingidas pelas enchentes é de doações de leite, porque os estoques da Central de Doações estão reduzidos.

A prefeitura recebe também alimentos e itens para higienização das casas, como água sanitária, desinfetante, sabão em pó, rodos, vassouras e baldes. São aceitas também doações de móveis e objetos de uso doméstico.

A enchente que atinge o município deixou 465 pessoas desabrigadas. De acordo com a prefeitura, desde a madrugada de terça-feira, 41 famílias precisaram deixar suas casas em razão do avanço das águas do rio Capivari, que nesta manhã estava 3,02 m acima do normal.

Segundo a prefeitura, os bairros Moreto, Vila Balan, Juventus, Centro (em quatro pontos), Nova Aparecida, Cancian, Ribeirão, Santa Rita, Bosque dos Pinheiros, Flamboyant, Vila Cardoso, Jardim Elisa e Vila Clemente estavam alagados.

As famílias desabrigadas foram encaminhadas aos abrigos nas escolas Aldo Silveira, Laura Quagliato, Rosa Lembo e a Escola Municipal Eicap Pitangueiras. A Estação Elevatória do Caraça foi novamente atingida pelas águas na madrugada desta quarta-feira, porém não houve interrupção no fornecimento de água.

O sistema Pio XII amanheceu com melhoras no abastecimento, elevando a produção de água. O posto Costinha continuava submerso e incessível e o poço Auríchio passará pelos trabalhos de recuperação a partir de hoje.