Chuvas bloqueiam marginais e matam duas pessoas em SP

Portal Terra

SÃO PAULO - As fortes chuvas que atingem São Paulo desde o início da madrugada bloqueiam as Marginais Tietê e Pinheiros nesta manhã. Durante a madrugada, ocorreram deslizamentos de terra e desabamentos em vários locais da capital, prvovocando a morte de duas pessoas. O Rio Tietê transbordou, assim como mais cinco córregos. Às 7h22, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-SP) registrou 57 pontos de alagamento.

No início da manhã desta quinta-feira o coronel Jair Paca de Lima confirmou uma segunda morte, no desabamento de uma casa na Lapa. Durante a madrugada, um idoso morreu soterrado na Vila Anglo-Brasileira, no desabamento da sua casa. No Jardim Novo Horizonte, três pessoas estão desaparecidas e três foram resgatadas em um desabamento de uma casa sobre outra. Uma criança está em estado gravíssimo.

O Corpo de Bombeiros registrou dezenas de ocorrências de pessoas ilhadas, além de desabamentos de casas, afogamentos e deslizamentos de terra em várias regiões da Capital. A Marginal Tietê entrou em estado de alerta às 4h10 devido ao transbordamento do Rio Tietê na região próxima à Ponte do Limão. O Rio Aricanduva também transbordou perto das 4h, provocando estado de alerta nesta região, que foi retirado às 5h25. Às 2h45, o rio Tamanduateí transbordou e o CGE decretou alerta na zona do Ipiranga.

Às 5h53, o Corpo de Bombeiros registrou 38 ocorrências de pessoas ilhadas pelas enchentes, além de 8 desabamentos, 3 deslizamentos de terra, um afogamento e 5 quedas de árvores. Cerca de 10 equipes dos Bombeiros tentam salvar três pessoas que estão soterradas no Jardim Novo Horizonte. Uma mulher e duas crianças foram encaminhadas para o Pronto Socorro do Grajaú, uma delas em estado gravíssimo.

As zonas do Butantã e do Campo Limpo ficaram em estado de alerta por mais de duas horas, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE), devido ao transbordamento de três córregos com as fortes chuvas que começaram nesta madrugada em São Paulo. Os córregos do Jaguaré e Pirajuçara transbordaram logo depois da 1h. Às 1h30, a zona de Campo Limpo entrou em alerta depois que transbordou o córrego Morro do S. A chuva diminuiu nesses locais e o volume de água nos córregos se estabilizou, levando o CGE a retirar o estado de alerta nas áreas às 3h55. As zonas Norte, Oeste, Centro e Sul saíram do estado de atenção às 4h30, após 3 horas de transtornos.

A rodovia Castelo Branco está totalmente parada nos acessos à Marginal Pinheiros devido a congestionamentos que ultrapssam 5 km, na manhã desta quinta-feira. A rodovia Índio Tibiriçá foi bloqueada durante a madrugada no km 55, na altura de Ribeirão Pires, devido a alagamentos. Uma queda de barreira no km 283 bloqueou parte da rodovia Régis Bittencourt na altura de Itapecerica da Serra.

Nos próximos nove dias, a cidade de São Paulo pode ter um volume de chuva superior a todo o mês de janeiro, segundo a Climatempo. "Os modelos numéricos de previsão do tempo indicam mais 300 mm de chuva até o fim do mês", afirma o meteorologista Alexandre Nascimento. A cidade de São Paulo atingiu o volume esperado para todo o mês de janeiro com a chuva da noite de terça, chegando a 260 mm de chuva em 20 dias.