MT: governador poderá ter 6 assessores após deixar o cargo

Portal Terra, JB Online

MATO GROSSO - O governador do Estado do Mato Grosso, Blairo Maggi (PR), assinou na última semana a regulamentação da lei que instituiu a política de "segurança e apoio pessoal" para ex-governadores. Segundo informações do jornal Folha de São Paulo , o governador, que deve deixar o cargo para uma possível disputa ao Senado, deverá ser o primeiro a solicitar o benefício, que prevê a cessão, com ônus para o Estado de Mato Grosso, de até seis servidores da Casa Militar para atuarem como seguranças e auxiliares.

A prerrogativa vale para quem tenha cumprido pelo menos três anos de mandato. Ela se estende por um período equivalente ao tempo total no cargo assumido (incluindo reeleição). No caso de Blairo, a medida manteria a escolta até 2016. Encaminhada à Assembleia Legislativa em 2008, a proposta visava permitir a "reorganização da vida pessoal" dos ex-ocupantes do cargo.