Encontrado corpo de vice-prefeito após queda de ponte no RS

Portal Terra

DA REDAÇÃO - A Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Sul informou nesta quinta-feira que foram localizados, às margens do rio Jacuí, dois corpos que estavam desaparecidos após a queda de uma ponte entre os municípios de Agudo e Restinga Seca. Um deles foi reconhecido pelos funcionários da prefeitura de Agudo como sendo o corpo do vice-prefeito, Hilberto Boeck, e o outro corpo ainda não foi identificado.

Cerca de 100 m da ponte desabaram na terça-feira, quando o nível do rio Jacuí estava maior por causa do grande volume de chuva na região. As buscas por vítimas foram retomadas no início da manhã de hoje.

A polícia disse ainda que a região ficou em estado de alerta em decorrência das chuvas. Os temporais causaram transtornos em diversos municípios gaúchos. A polícia afirma que vem trabalhando no salvamento e localização dos demais desaparecidos.

Causas do desabamento

Na quarta-feira, o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) do governo do Rio Grande do Sul iniciou uma análise técnica na tentativa de descobrir as causas do desabamento de uma ponte ocorrido na terça-feira na cidade de Agudo.

De acordo com nota divulgada pelo governo do Estado, o projeto da ponte é de 1959, mas a construção foi concluída em 1963. O projeto indica que a ponte foi feita de concreto, com 314 m de extensão, seis pilares intermediários e dois encontros de concreto fechados nas extremidades.