Fortes chuvas no RS escurecem lago Guaíba, em Porto Alegre

Fabiana Leal, Portal Terra

PORTO ALEGRE - As fortes chuvas dos últimos dias no Rio Grande do Sul contribuíram para deixar o Lago Guaíba, em Porto Alegre, conhecido pelo pôr-do-sol, ainda mais escuro, com uma cor marrom avermelhada, nesta quarta-feira. Na terça, uma ponte desabou no principal afluente do Guaíba. O acidente aconteceu em Agudo, na região central do Estado. Pelo menos cinco pessoas estão desaparecidas. O lago também tem como afluentes os rios Sinos, Caí, Gravataí e Taquari.

"A maior vazão é do Jacuí. É dele que está vindo essa água (de barro) vermelha. O problema (no Jacuí) foi ontem, e a onda de cheia (no Guaíba) só chegou hoje", afirmou o diretor do Departamento de Recursos Hídricos da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Paulo Paim.

Essa cor escura no lago ocorre devido ao movimento das águas provocado pela força da correnteza. Isso movimenta o fundo do lago e faz subir o barro.

Nesta manhã, o Guaíba estava com 1,37 m na altura do Parque Harmonia, na região central de Porto Alegre, e com 1,20 m na Ilha da Pintada. Segundo Jorge Brito, agente de Defesa Civil, esse nível é considerado normal.

Queda de ponte

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) do governo do Rio Grande do Sul iniciou uma análise técnica na tentativa de descobrir as causas do desabamento da ponte sobre o rio Jacuí, na rodovia que liga os municípios de Agudo e Restinga Seca, na região central do Estado. A estrutura tinha aproximadamente 300 m e cerca de 100 m desabaram.

As buscas por vítimas do desabamento foram retomadas nesta manhã. No entanto, de acordo com a Polícia Militar do Estado, as fortes chuvas no local dificultam o trabalho.