Filho acredita que vice-prefeito de Agudo está vivo

JB Online

PORTO ALEGRE - O porte físico, o conhecimento do Rio Jacuí e ser um bom nadador são as características que fazem com que Rafael Ermindo Boeck, 34 anos, acredite que as buscas a seu pai, o vice-prefeito de Agudo Hilberto Boeck, sejam bem-sucedidas. O político completa 56 anos no dia 7 de fevereiro.

O pai se criou no Jacuí, conhece o rio. Toda nossa família tem o maior respeito pelo rio, nunca sofremos um acidente relata.

Ele é forte. Ficava mais de minuto embaixo d'água na piscina lá de casa. Tem fôlego, preparo resume o filho.

A procura por sobreviventes foi retomada nesta manhã. Dois botes e dois barcos do Corpo de Bombeiros foram colocados na água. Ao todo, 16 pessoas participam do resgate. A comunidade também se reveza para auxiliar as buscas.

Rafael monitora as equipes de salvamento da beira da ponte na RSC-287, local em que aconteceu o acidente nesta terça-feira. Apesar de não conseguir enxergar os barcos e botes durante todo o tempo, prefere aguardar por alguma notícia na base do Grupamento de Busca e Salvamento em vez de ficar em casa esperando o telefone tocar.

Estou sem contato com eles, mas vou ficar aqui. A mãe está em casa, aflita, com meu irmão. Eu prefiro ficar aqui diz o filho mais velho dos Boeck, que está acompanhado de um tio.

Ele sempre nos dizia para que se acontecesse alguma coisa deixar a correnteza levar, não nadar para não se cansar completa.

Além do vice-prefeito, estão desaparecidos Nelo dos Santos, 29 anos, de Paraíso do Sul; Denise Marione Dumke, 31 anos, da localidade de Rincão dos Rohde, em Agudo; Lori Ella Dumke, 56 anos, mãe de Denise, de Rincão dos Rohde, em Agudo; Renato Camargo, 32 anos, de Restinga Seca.

Essas pessoas estariam sobre a ponte no momento em que os 132 metros de concreto desabaram sobre o rio.

Informações da Rádio Gaúcha