Cerca de 200 internos de SP e do RS deixam de fazer prova do Enem

Agência Brasil

BRASÍLIA - Vinte e sete internos da Fundação Casa (antiga Febem) de São Paulo e 181 inscritos de 14 estabelecimentos penais do Rio Grande do Sul não puderam fazer hoje (5) as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os testes foram aplicados a 12 mil detentos e internos em 330 unidades prisionais.

De acordo com o Ministério da Educação, os candidatos não puderam participar do exame por falta de provas ou de examinadores . O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) deve marcar nova data para aplicação de uma prova reserva a esses inscritos.

O Inep informou que as inscrições foram feitas por meio de formulário e não pela internet como ocorre com o Enem regular. Por essa razão, há a possibilidade de extravio das fichas de inscrição desses detentos. O instituto vai checar o atestado de inscrição e a data da postagem do material pelas unidades prisionais para decidir se haverá uma nova aplicação do exame.