Médicos retiram 14 agulhas de corpo de menino na Bahia

Marcele Facchinetti, Portal Terra

SALVADOR - A equipe médica do hospital Ana Nery, em Salvador, retirou nesta quarta-feira 14 agulhas do corpo do corpo do menino de 2 anos que está internado na unidade desde o dia 17 de dezembro. A operação foi considerada um sucesso, já que, inicialmente, a previsão dos médicos era retirar duas agulhas da região da bexiga.

Segundo o hospital, foram retiradas três agulhas do fígado, uma próxima à artéria aorta, uma no intestino delgado, três na parede abdominal, uma próxima à veia cava, uma dentro da bexiga, uma na gordura do corpo, outra abaixo da pele, além de uma na região das costas.

A operação, que foi acompanhada por quatro cirurgiões pediátricos, durou três horas e meia. Os profissionais afirmaram que tinham receio em retirar as agulhas da região do fígado, devido ao risco de sangramento. Durante a cirurgia, no entanto, os médicos avaliaram que conseguiriam realizar o procedimento próximo ao órgão.

Agora, a equipe vai avaliar o quadro do garoto para a extração de outras duas agulhas na região da coluna. O padrasto do menino, Roberto Carlos Magalhães Lopes, está preso pelo crime e confessou ter colocado as agulhas para se vingar da mãe da criança.

Ministro acompanha caso

O hospital Ana Nery informou que o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, entrou em contato com a unidade de saúde desde a primeira cirurgia. Ele acompanha a evolução do quadro da criança e deve visitar o hospital em janeiro.

O ministério parabenizou o trabalho da equipe e deverá mandar novos equipamentos ao hospital.