Inauguração de cobrança de pedágios em SP causa lentidão

Portal Terra

SÃO PAULO - Desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira, há pontos de congestionamento com picos de pelo menos 4 km nas três novas praças de pedágios que entraram em operação à 0h na rodovia General Milton Tavares de Souza (SP-332) nos municípios de Paulínia, Cosmópolis e Engenheiro Coelho, na região de Campinas (SP).

O início das atividades da concessionária Rota das Bandeiras na via foi autorizada pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) e integra o Corredor D. Pedro I, no interior de São Paulo.

A morosidade do trânsito foi registrada na praça de pedágio instalada na alça de retorno da pista, no km 132,5, em Paulínia. É cobrada a tarifa de R$ 7,30 para carros e por eixo comercial. Os motociclistas pagam R$ 3,60 em um único sentido.

Outro ponto com lentidão é no km 135,5, em Cosmópolis, cujas tarifas são de R$ 5,20 para carros e por eixo comercial e R$ 2,60 para motos. A cobrança é em ambos os sentidos da via. Segundo a Rota das Bandeiras, o motorista que pagar tarifa no km 132,5 não precisará pagar no km 135,5 e vice-versa.

A terceira praça de pedágio com tráfego lento é no km 159,7, em Engenheiro Coelho. Os valores cobrados são de R$ 3,50 para carros e por eixo comercial e R$ 1,70 para motos, cobradas nos dois sentidos da pista.