Gilmar Mendes concede liberdade a Roger Abdelmassih

Agência Brasil

BRASÍLIA - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, concedeu liberdade ao médico Roger Abdelmassih, 65 anos, denunciado pelo Ministério Público de São Paulo por crimes de estupro praticados contra 56 mulheres. O acusado pediu ontem (22) a revogação de sua prisão preventiva ao tribunal por meio de habeas corpus.

Abdelmassih já tinha solicitado habeas corpus ao STF em maio, mas o pedido foi negado pela ministra Ellen Gracie.

No pedido feito ontem, a defesa do médico argumentou que "não há qualquer indício de que a liberdade do médico afronte a ordem pública", razão pela qual se justificaria a prisão preventiva.