Lula descarta intervenção no governo do Distrito Federal

Agência Brasil

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva descartou a possibilidade de intervenção no Distrito Federal por conta das denúncias que envolvem o nome do governador José Roberto Arruda (sem partido), do vice, Paulo Octávio (DEM), e de diversos deputados distritais. Ele disse que o assunto precisa ser apurado e os responsáveis, punidos.

- Como cidadão comum, tenho a exata noção do que diria em um caso desses. Mas como presidente sou uma figura institucional. Acho que tem de ser julgado e punido quem comete esse crime - afirmou.

Lula acrescentou que enviou ao Congresso o projeto que torna inafiançável o crime de corrupção justamente para constranger aqueles que cometem esse tipo de crime.

Arruda, o vice e diversos deputados distritais são acusados de terem recebido dinheiro de empresários. O ex-secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa, fez filmagens em que os acusados aparecem guardando dinheiro em bolsas, no paletó e até dentro de meias.