Após alta da UTI, estado de dramaturgo é estável, diz boletim

Portal Terra

SÃO PAULO - O dramaturgo Mário Bortolott, que recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e foi transferido para um quarto no Hospital Santa Isabel, na última sexta-feira, permanece em observação com o quadro de saúde estável, entretanto, segundo a assessoria do hospital, não há previsão de alta para o dramaturgo.

Bortolotto está internado desde o dia 5 de dezembro, quando foi baleado em uma tentativa de assalto ao Espaço Parlapatões. Na ação, o ilustrador Henrique Figueroa, conhecido como Carcarah, também foi baleado, mas teve alta no dia 8.

O assalto aconteceu por volta das 5h. Quatro homens entraram no teatro onde artistas conversavam após encenação de uma peça. Dois renderam os seguranças e os levaram ao andar superior, enquanto outros dois anunciaram o assalto no bar.

Bortolotto reagiu à tentativa de assalto e foi baleado, assim como Figueiroa. Os quatro suspeitos fugiram levando apenas o paletó de um vigilante e um molho de chaves. A polícia divulgou a imagem do suspeito de atirar no dramaturgo, que foi filmado pelo circuito interno do local, e os retratos falados dos assaltantes.

Bortolotto, nascido em 1962, é autor, diretor e ator. Atualmente, dirige um texto de sua autoria, Brutal, em cartaz no Espaço Parlapatões, localizado na praça Roosevelt, no centro da capital.