Marcha Mundial pela Paz reúne centenas de pessoas em show em São Paulo

Marli Moreira, Agência Brasil

SÃO PAULO - Sob sol e forte calor centenas de pessoas estiveram hoje (20) à tarde, no Vale do Anhangabaú, centro da cidade de São Paulo, para acompanhar o show que faz parte da Marcha Mundial pela Paz, uma ação de combate à violência, que está percorrendo 90 países e 100 cidades dos cinco continentes.

Antes da apresentação com artistas brasileiros, como Wilson Simoninha, Luciana Mello, Vange Milliet e Souzana Salles, um pequeno grupo saiu em caminhada da Praça da República até o Anhangabaú, por um trajeto de pouco mais de um quilômetro.

A caminhada foi antecedida pelo som de atabaques, inclusive um autêntico Djembe, instrumento africano produzido com um tronco de árvore esculpido e couro de carneiro, para dar o ritmo dos bailarinos do grupo de dança afro Ilú Obáde Min. Todos estavam vestidos com roupas na cor branca, simbolizando a luta pela paz .

O que a gente quer é convergir todas as intenções das pessoas que desejam outra forma de vida para reflexões que venham a propor ações para o combate à violência em todos os segmentos da sociedade , justificou Flávia Estevan, porta-voz da organização não governamental (ONG) Mundo Sem Guerras, que organizou a manifestação.

Ontem (19), a marcha estava no Rio de Janeiro. Amanhã (21), a campanha pacifista irá para o sul do país, passando por Curitiba e Londrina, no Paraná, Florianópolis, em Santa Catarina e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

A Marcha Mundial pela Paz começou em 2 de outubro último, na Nova Zelândia, e vai terminar no próximo dia 2 de janeiro, no Parque Punta de Vacas, na Argentina. Os organizadores estimam que até o fim das manifestações, 1 milhão de pessoas tenham participado dos eventos.