MP pede multa de R$ 250 mil a Requião por fala sobre gays

Portal Terra

BRASÍLIA - O Ministério Público Federal (MPF) informou nesta terça-feira, que vai requerer a aplicação de nova multa ao governador do Estado do Paraná, Roberto Requião (PMDB), no valor de R$ 250 mil por uso ilegal da Radio e Televisão Educativa do Paraná. Segundo o órgão, o governador teria proferido comentários homofóbicos na rede de comunicação.

Segundo o órgão, o governador teria ridicularizado e constrangido o pesquisador do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Lauro Akio. Requião o chamou de "gafanhoto" e "Kung Fu", dentre outras termos.

"O governador também proferiu manifestações de preconceito contra os homossexuais ao relacionar a ocorrência de câncer de mama em homens à opção sexual, além de, mais uma vez, atacar a imprensa", diz nota divulgada pelo MPF.

Requião foi obrigado pela Justiça Federal a se abster de usar indevidamente a programação da Rádio e Televisão Educativa do Paraná, sob pena de multa. Por descumprimento da decisão judicial, já foram aplicadas quatro multas, cujo valor total, até esta data, é de R$ 850 mil, por descumprimento à decisão judicial. A última multa, no valor de R$200 mil, foi aplicada em agosto de 2009, em razão dos supostos ataques feitos a seu adversário político, o prefeito Beto Richa (PSDB).