Dirceu: PT deve avaliar cenários para não perder PMDB em 2010

Portal Terra

BRASÍLIA - O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu afirmou nesta terça-feira em seu blog que o PT não pode deixar de levar em conta as realidades de cada Estado para não romper alianças com o PMDB e "transformar numa incerteza uma eleição que temos grande chances de vencer".

Segundo ele, o partido precisa se render à realidade. "Há casos em que o PMDB não nos apoiará em hipótese alguma, como São Paulo e Pernambuco, e mesmo Rio Grande do Sul e Acre. São Estados em que há divergências históricas que nessa eleição se consolidaram".

Dirceu cita como o exemplo o Rio de Janeiro, onde a candidatura própria do PT ao governo do Estado não é aceita pelo PMDB, liderado pelo atual governador Sérgio Cabral. Esse mesmo Estado, entretanto, apoia a candidatura da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, para a Presidência da República.

No Rio, segundo Dirceu, caberá às lideranças regionais do PT entrar na disputa estadual.

- Se lançar candidatura, estarão criados três palanques para nossa candidata Dilma Rousseff: o do PMDB com o governador Sérgio Cabral; o do PR, com o ex-governador Anthony Garotinho; e o do PT com o prefeito Lindberg Farias.