Concurso para Câmara tem questão sobre mensalão em SP

Portal Terra

SÃO PAULO - Uma questão de um concurso para programador da Câmara Municipal de São José dos Campos, município paulista administrado pelo prefeito Eduardo Cury (PSDB), aplicado no dia 8 de novembro, relembrava o caso do mensalão, suposto esquema de pagamento a parlamentares para que votassem de acordo com o governo. As informações são da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

De acordo com a reportagem, a questão era: "o governo do presidente Lula vem sendo palco de alguns escândalos que envolvem petistas famosos. Em meados de 2005, quadros do Partido dos Trabalhadores envolveram-se no chamado escândalo do mensalão. Qual é o nome dessas personalidades políticas?", perguntava a prova.

Segundo o jornal, apareciam como opções José Alencar e Antonio Palocci, não envolvidos com o caso, e José Dirceu, Silvio Pereira e Luiz Gushiken, que foram investigados.

A coluna afirma que advogados dos réus do mensalão avaliam a possibilidade de entrar na Justiça para pedir indenização por danos morais. De acordo com o jornal, os advogados ironizaram o fato de a prova não fazer referência ao caso do chamado mensalão mineiro, que envolveu os nomes do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e que é julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A assessoria da Câmara disse à coluna que as questões não têm conotação política e foram elaboradas por técnicos.