Após desabamento, lojistas têm acesso a shopping em SP

Portal Terra

SÃO PAULO - Os lojistas do Shopping SP Market tiveram acesso ao local na manhã desta segunda-feira, após o desabamento que aconteceu na última sexta e que deixou pelo menos 15 pessoas feridas. De acordo com a assessoria do shopping, os funcionários e donos de lojas foram liberados, prioritariamente, para retirar produtos perecíveis e documentos.

A assessoria informou ainda que a área atingida está totalmente isolada e impedida para trânsito. O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, visitou o local do acidente no sábado e decidiu interditar o shopping até o término das análises, que deverá acontecer na terça-feira.

Engenheiros da Secretaria de Controle Urbano, a construtora MPD Engenharia, responsável pela obra, a gerenciadora da obra Tessler Engenharia, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Técnica participam da vistoria no shopping.

O acidente ocorreu por volta das 15h30, na Avenida das Nações Unidas, zona sul da capital paulista, quando uma parede que fazia parte das obras de ampliação do local caiu e provocou o desabamento de parte do telhado. Segundo a assessoria do SP Market, nove pessoas ficaram feridas. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo afirma, no entanto, que 15 pessoas sofreram ferimentos.

A empresa de engenharia responsável pela obra informou em nota que a ocorrência de chuvas e vendavais seria a causa da queda de uma parede.

De acordo com as informações da MPD Engenharia, a parede "atingiu uma pequena parte da cobertura do shopping, que veio a ceder". Segundo a empresa, os feridos foram prontamente atendidos e encaminhados a pronto-socorros da região.

A empresa afirma ainda que o incidente "não abalou as estruturas do empreendimento, que teve apenas uma pequena área interditada, e continua funcionando normalmente".