Denúncias de irregularidade atrasam fim de eleições do PT-AM

Arnoldo Santos, Portal Terra

MANAUS - Uma série de denúncias de irregularidades fizeram as eleições para os dirigentes do PT, em Manaus, extrapolarem o horário final da votação. Das quatro zonas eleitorais divididas pela comissão eleitoral, uma adiou para terminar a votação às 20h (horário de Brasília) e duas, às 21h. Apenas uma zona encerrou no horário previsto, às 17h (19h de Brasília), e já começou a realizar a apuração.

"Alguns candidatos fizeram denúncias e a comissão (eleitoral) teve de suspender em diversos momentos a votação para verificar a procedência delas. Mas nada foi confirmado e todas as zonais que tiveram problemas já estão com seus horários acertados. Como a apuração é de âmbito interno, nós vamos começar com a primeira zona a apuração e a divulgação do resultado só no final dos trabalhos, o que não tem uma previsão exata", disse o representante da comissão eleitoral, Francisco Cantuária. A comissão não divulgou o teor das denúncias.

Disputam a presidência do diretório estadual do PT o deputado estadual Sinésio Campos (atual presidente), o senador João Pedro, o deputado federal Francisco Praciano, o advogado José Barroncas, o professor Ronaldo Fernandes e o coordenador de comunicação do partido, Zeca do PT. Devem votar nesta eleição cerca de 14 mil filiados em 57 dos 62 municípios amazonenses (quatro municípios não possuem diretório).