Empresário libanês é preso acusado de receptação em SP

Portal Terra

SÃO PAULO - Policiais do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), prenderam o empresário libanês Houssein Mohamad Ali, conhecido como Felipe, 35 anos, dono de duas indústrias de confecções na cidade de Americana, no Interior. Segundo a polícia, o libanês é acusado de receptar produtos roubados e substituir as etiquetas originais pelas das suas marcas. A prisão do empresário aconteceu no dia 29 de outubro, mas só foi revelada nesta sexta-feira, depois da Justiça decretar a prisão preventiva.

Os policiais apreenderam nas fábricas de Americana aproximadamente seis mil peças de roupas de diversas vitimas de roubo. De acordo com a polícia, Ali seria conhecido na colônia libanesa como Felipe Trambiqueiro e apresentava passagens por estelionato e receptação.

Segundo o delegado Genésio Léo Júnior, o empresário tentou fugir para o Líbano após perceber que a polícia fechava o cerco sobre suas atividades ilegais.

- Prendemos antes de fugir do País. O plano dele era usufruir do dinheiro conseguido de maneira criminosa. - Disse o delegado.

Os polciais descobriram o envolvimento de Ali após a prisão de integrantes de duas quadrilhas especializadas em roubos de cargas, principalmente artigos têxteis, que chegavam ou saiam da região do Brás. As detenções aconteceram em outubro. As informações apontaram o empresário como o responsável por receptar o material.