MPF investiga prefeito que cobrou propina de empreiteira em SP

Portal Terra

SÃO PAULO - O procurador da República Tito Lívio Seabra, do Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo, abriu um inquérito por improbidade administrativa contra o prefeito de Monte Castelo (SP), Odair Síllis (PMDB). Em imagens divulgadas pela Rede Globo, o político aparece recebendo R$ 4 mil de um construtor. O prefeito nega as acusações.

O construtor, responsável pela denúncia, afirmou que após começar a obra, orçada em R$ 1 milhão, começou a ser pressionado para pagar ao prefeito. Ele diz ainda que, por ter que reservar dinheiro para a propina, a qualidade da obra seria comprometida.

Após uma licitação, a obra foi financiada pelo governo federal pelo sistema do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), em que as prefeituras administram os recursos e os repassam às construtoras.

A câmera escondida mostra o prefeito negociando com o empreiteiro. No diálogo, Silis pede a quantia de R$ 8 mil, mas acaba recebendo apenas metade do valor. Ao se despedir, ele ainda exige o recebimento de mais dinheiro no próximo encontro.

Em entrevista ao Jornal Nacional, o prefeito negou que tenha recebido propina. O caso é investigado pela Polícia Federal.