Invasão a fazenda causou prejuízo de R$ 3 mi, diz empresa

Portal Terra

BELÉM - A fazenda Maria Bonita, localizada em Eldorado dos Carajás, no sul do Pará, teve prejuízo de mais de R$ 3 milhões com uma invasão ocorrida no dia 4 de novembro. A estimativa, divulgada nesta quinta-feira, é da agropecuária Santa Bárbara, que administra as terras. Segundo nota da empresa, cerca de 100 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) invadiram casas de funcionários e, utilizando tratores da própria fazenda, destruíram construções, expulsando moradores.

Um relatório da Polícia Civil sobre a invasão foi entregue à Secretaria de Segurança Pública do Pará. Segundo a empresa, o documento relata que o grupo destruiu currais da propriedade, matou dezenas e cabeças de gado e interditou a rodovia PA-150. Ainda durante o dia, o MST teria ameaçado invadir o retiro Ceita Corê, da Fazenda Espírito Santo, em Xinguara, e tomar a Fazenda Porto Rico, no mesmo município, relatou a agropecuária. Segundo a nota da empresa, o relatório preliminar da polícia afirma que os responsáveis pelos atos de vandalismo pertencem ao MST.

Uma tropa de choque enviada pela Secretaria de Segurança Pública do Pará chegou à região sudeste do Estado. Durante a tarde desta quinta-feira, a tropa seguiu para perícia da fazenda Maria Bonita, juntamente com a equipe da Delegacia Especial de Crimes Agrários (Deca), de Marabá.

A agropecuária afirma que a Maria Bonita é uma das fazendas pecuárias mais produtivas do País, com produtividade cinco vezes superior à média nacional. A propriedade está ocupada desde 25 de julho de 2008, mesmo com mandado de reintegração de posse expedido pela Justiça em agosto do ano passado.