cancela assinatura de acordo depois de se machucar em queda de palco

Agência Brasil

CURITIBA - O governador do Paraná, Roberto Requião, cancelou a visita que faria na tarde desta quinta-feira a Londrina para assinatura do termo de adesão do Consórcio Intermunicipal de Segurança Pública e Cidadania de Londrina e Região (Cismel) ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

Requião sofreu uma luxação no pé esquerdo, no final da manhã, durante a queda de um palco montado para a solenidade de entrega de ônibus escolares em Paiçandu, noroeste do estado. De acordo com a assessoria do governo, Requião está bem e o acidente não deixou feridos graves.

Vinte e cinco pessoas foram encaminhadas ao Hospital Municipal com cortes superficiais e escoriações. Todas já foram medicadas e liberadas.

Ainda de acordo com o governo, o secretário do Planejamento, Ênio Verri, que sentia fortes dores na perna foi encaminhado a um hospital em Maringá.

Entre os feridos estão os deputados estaduais Nereu Moura, com um corte na cabeça, e Odílio Balbinoti, com luxação no ombro.

Em nota, o governo afirma que não havia número excessivo de pessoas sobre o palco. As causas do acidente estão sendo investigadas pela perícia criminalística, mas, em primeira avaliação, uma viga de aço cedeu e o palco desabou.