Defesa sustenta que Azeredo não participou de mensalão mineiro

JB Online

BRASÍLIA - Terminou há pouco a sustentação oral feita pelo advogado José Gerardo Grossi em defesa do senador Eduardo Azeredo, denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por irregularidades na campanha para o governo de Minas Gerais, em 1998.

Segundo o advogado, a denúncia não indica um ato de participação do senador Eduardo Azeredo. Sustenta que as irregularidades foram cometidas pelas empresas e que o senador não teve nenhuma responsabilidade na obtenção de dinheiro para a campanha. Diz ainda que a denúncia descreve muito sinuosamente, indo para lá e para cá, trazendo coisas que são impertinentes .

O advogado finalizou afirmando que, se da leitura da denúncia encontrar um fato que a justifique, que seja ela recebida. Se não, que seja rejeitada como medida de justiça .